Filosofia & Sociologia

08/10/2009

O Impressionismo (texto dos alunos da 1442)

Filed under: 4 Período — filosofianocel @ 9:42 pm
Tags:

(por: Bruna Barreto, Bruna Gravina e Rodrigo Mafra)

O Impressionismo (nome derivado da obra Impressão, nascer do sol (1872), de Claude Monet), foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX.

Os autores impressionistas não mais se preocupavam com os preceitos do Realismo ou da academia. A busca pelos elementos fundamentais de cada arte levou os pintores impressionistas a pesquisar a produção pictórica não mais interessados em temáticas nobres ou no retrato fiel da realidade, mas em ver o quadro como obra em si mesma. A luz e o movimento utilizando pinceladas soltas tornam-se o principal elemento da pintura, sendo que geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para que o pintor pudesse capturar melhor as variações de cores da natureza.

A emergente arte visual do Impressionismo foi logo seguida por movimentos análogos em outros meios quais ficaram conhecidos como, música impressionista e literatura impressionista.

Curiosidades:

-Em Paris, no ano de 1874, pintores insatisfeitos com a pintura oficial acadêmica buscam novos caminhos para expressar a arte. Surge o Impressionismo. O Realismo, estilo antecessor, buscava uma postura diante da verdade social, não escondendo as sórdidas condições da vida real. O Impressionismo era pessoal, e não social, buscando mais a vivência do que a vida. Os impressionistas adotam as liberdades dos coloridos de Delacroix e Corot.  Em 15 de abril de 1874 ocorreu a primeira exposição, tendo Renoir, Degas, Pissarro, Cèzanne, Sisley, Berthe Morissot, Monet. Estes artistas foram vaiados pelos espectadores e pelos críticos, em virtude dos novos processos técnicos na pintura. Hoje o Impressionismo é considerado como o movimento mais revolucionário desde a Renascença, abriu as portas para a Arte Moderna, apesar de terem sido considerados, pela crítica e pelo público, como falsos artistas, pois ignoravam as regras tradicionais e os princípios da verdadeira beleza na pintura.

-A primeira vez que o público teve contato com a obra dos impressionistas foi numa exposição coletiva realizada em Paris, em abril de 1874. Mas o público e a crítica reagiram muito mal ao novo movimento, pois ainda se mantinham fiéis aos princípios acadêmicos da pintura.

-O movimento impressionista foi idealizado nas reuniões com seus principais pintores e elas aconteciam no estúdio fotográfico de Nadar, na Rue de Capucines, Paris.

-O quadro Mulheres no Jardim, de Monet, foi pintado totalmente ao ar livre e sempre com a luz do sol. São cenas do jardim da casa do artista.

- Música impressionista:

Música impressionista é o nome dado ao movimento da música clássica européia que surgiu no fim do Século XIX e continuou até o meio do Século XX. Originando-se na França, música impressionista é caracterizada por sugestão e atmosfera, e abstem os excessos emocionais da Era Romântica. Compositores impressionistas preferiam composições com formas mais curtas, tais como o nocturne, arabesque, e o prelúdio; além disto, freqüentemente exploravam escalas, como a escala hexafônica.

Ex: Claude Debussy

Clair de lune

Principais artistas:

-Claude Oscar Monet:
Nasceu em Paris, na França, em 1840. Quando tinha cinco anos à família se mudou para Le Havre, uma cidade portuária na desembocadura do rio Sena.

Monet um dia conheceu o Pintor Boudin e os dois se tornaram grandes amigos. Boudin viu seus desenhos e incentivou Oscar Monet a pintar ao ar livre.

Claude Oscar Monet passou por dificuldade, pois teve que largar os estudos para trabalha no Serviço Militar por um período, até que sua tia conseguiu seu desligamento.

1862-1883- Monet voltou novamente para Paris e retornou os estudos,no estúdio Gleyre,onde conheceu:Brasille,Renoir e Sisley,com quem formou o grupo Impressionista.

Monet se tornou um grande pesquisador da luz e seus efeitos, pintava em varias horas do dia para estudar as mutações coloridas com a iluminosidade.

-Auguste Renoir:
Foi o pintor impressionista que ganhou maior popularidade e chegou mesmo a ter o reconhecimento da crítica, ainda em vida. Seus quadros manifestam otimismo, alegria e a intensa movimentação da vida parisiense do fim do século XIX. Pintou o corpo feminino com formas puras e isentas de erotismo e sensualidade, preferia os nus ao ar livre, as composições com personagens do cotidiano, os retratos e as naturezas mortas.

-Edgar Degas :
Sua formação acadêmica e sua admiração por Ingres fizeram com que valorizasse o desenho e não apenas a cor, que era a grande paixão do Impressionismo. Além disso, foi pintor de poucas paisagens e cenas ao ar livre. Os ambientes de seus quadros são interiores e a luz é artificial. Sua grande preocupação era flagrar um instante da vida das pessoas, aprenderem um momento do movimento de um corpo ou da expressão de um rosto. Adorava o teatro de bailados.
Obra Destacada: O Ensaio

-Seurat
Mestre no pontilhismo. Obra Destacada: Tarde de Domingo na Ilha Grande Jatte.

-No Brasil, destaca-se o pintor Eliseu Visconti, ele já não se preocupa mais em imitar modelos clássicos; procura, decididamente, registrar os efeitos da luz solar nos objetivos e seres humanos que retrata em suas telas. Ganhou uma viagem à Europa, onde teve contato com a obra dos impressionistas. A influência que recebeu desses artistas foi tão grande que ele é considerado o maior representante dessa tendência na pintura brasileira.
Obra destacadas são: Trigal e Maternidade.

Principais características do Impressionismo:

Os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo com a lei das cores

complementares. Assim, um amarelo próximo a um violeta produz uma impressão de luz e de sombra muito mais real do que o claro-escuro tão valorizado pelos pintores barrocos.

A pintura deve registrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz solar num determinado momento, pois as cores da natureza se modificam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol.

As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens.

As sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam, e não escuras ou pretas, como os pintores costumavam representá-las no passado.

As cores e tonalidades não devem ser obtidas pela mistura das tintas na paleta do pintor. Pelo contrário, devem ser puras e dissociadas nos quadros em pequenas pinceladas. É o observador que, ao admirar a pintura, combina as várias cores, obtendo o resultado final. A mistura deixa, portanto, de ser técnica para se óptica.

Orientações Gerais que caracterizam o impressionista:

- Rompe completamente com o passado.

- Inicia pesquisas sobre a óptica/ efeitos(ilusões) ópticas.

- É contra a cultura tradicional.

- Pertence a um grupo individualizado.

- Falam de arte, sociedade, etc: não concordam com as mesmas coisas porém discordam do mesmo.

- Vão pintar para o exterior, algo bastante mais fácil com a evolução da indústria, nomeadamente, telas com mais formatos, tubos com as tintas, entre outras coisas.

- Grande influência da fotografia no impressionismo e vice-versa.

- No impressionismo, a pintura destacada foi responsável pelo movimento das formas nas artes plásticas com Luz Solar desenvolvido entre 1860 a 1980 na França.

Conclusão:

o Impressionismo foi ponto de partida para inúmeros artistas desenvolverem seu estilo próprio.

Além da França, o Impressionismo acaba se espalhando por outros países. Destaques são americanos como Childe Hassam (1859-1935), Maurice Prendergast (1859-1924) e James Abbott McNeill Whistler (1834-1903), este último, um dos primeiros artistas ocidentais a perceber o valor das estampas japonesas.

Claude Monet

Mulheres no Jardim - 1866

Mulheres no Jardim - 1866

O quadro Mulheres no Jardim, de Monet, foi pintado totalmente ao ar livre e sempre com a luz do sol. São cenas do jardim da casa do artista.

Auguste Renoir

Nú ao pôr-do-sol (1875-1876)

Nú ao pôr-do-sol (1875-1876)

Pintou o corpo feminino com formas puras e isentas de erotismo e sensualidade, preferia os nus ao ar livre, as composições com personagens do cotidiano, os retratos e as naturezas mortas.


Edóuard Manet

O Balcão (1950)

O Balcão (1950)

Sua obra “O Balcão“, com damas de cabeças quase que planas, valorizando as imagens como realmente percebidas pelo olhar e não como deveriam ser tecnicamente, chocou inicialmente a opinião pública, quando exposta, em 1869.

Curiosidades

Os impressionistas buscavam retratar em suas obras os efeitos da luz do sol sobre a natureza, por isso, quase sempre pintavam ao ar livre. A ênfase, portanto, era dada na capacidade da luz solar em modificar todas as cores de um ambiente, assim, a retratação de uma imagem mais de uma vez, porém em horários e luminosidades diferentes, era algo normal. O impressionismo explora os contrastes e a claridade das cores, resplandecendo a ideia de felicidade e harmonia.

Os objetos deveriam ser retratados como se estivessem totalmente iluminados pelo sol, valorizando as cores da natureza. Além disso, as figuras não deveriam ter contornos nítidos e o preto jamais poderia ser utilizado; até as sombras deveriam ser luminosas e coloridas.

About these ads

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: